sábado, 2 de abril de 2011



" Carregava dentro de si Infinitas manhãs.
Não se importava com a cor que via da janela ...
Cinza ou azul,Ela renascia.
O passado, cabia num ontem.
O presente, num sorriso.
O futuro ...Num doce Let it be "


Nenhum comentário:

Postar um comentário